Orçamento gratuito online!

Postado em: 12/09/2018 10:41:00 por Equipe ConsertaSmart


Muito se tem falado sobre o iPhone Xs, o iPhone Xs Max e o iPhone Xr que a Apple planeja apresentar — não apenas sobre a configuração deles, mas em especial sobre um dos aparelhos (o Xs Max) ser compatível com a tecnologia 5G, prevista para ser implantada daqui alguns meses.

Isso pode parecer controverso para a Apple, já que a empresa evita desenvolver tecnologias LTE-Advanced que podem deixar os iPhones mais lentos, além de ainda mais caros. Mesmo assim, vale ressaltar que as empresas de tecnologia sem fio dos Estados Unidos afirmaram que irão implantar redes 5G até o final de 2018; então, levando isso em conta, faria sentido a Maçã estar tentando já se adiantar e se enquadrar neste mercado.

Contudo, a implementação dessa tecnologia ainda parece limitada, mesmo no começo de 2019, basicamente porque os smartphones com suporte a 5G estão começando a ser desenvolvidos. A Qualcomm só revelou seu módulo para 5G há alguns meses, e mais recentemente, revelou o 5G NR, um smartphone voltado à tecnologia 5G que desenvolveu em parceria com a Verizon e a Ericsson, por exemplo.

O 5G NR possui um formato físico não muito agradável, mas plausível com sua condição de banda alta, o que requer várias antenas grandes colocadas ao redor do dispositivo de modo a obter um sinal consistente. Um formato grande para conceber esta tecnologia, portanto, corrobora com o tamanho do iPhone Xs Max, que tem cerca de 6,5 polegadas e é mais caro, o que levaria a crer ainda mais que a Apple poderá realmente dar este passo adiante no segmento.

 

Ainda assim, isso seria arriscado: desenvolver um iPhone superdimensionado e bem caro, que apenas poderá atender plenamente a poucos consumidores em algumas cidades, oferecendo a estes uma velocidade mais rápida, apenas. O mais prudente seria a Apple segurar a tecnologia 5G mais um pouco, da mesma que fez com o MacBook Pro, que recebeu portas USB-C apenas em 2016, ou o iPhone 7, que teve carregamento em sem fio.

Isso significa que, seguindo seu próprio padrão de implementação de tecnologias, a velha Apple esperaria até que existisse uma razão convincente para introduzir uma nova tecnologia. Se a teoria estiver correta, não haverá iPhone com 5G neste ano. Talvez em 2019, quando o 5G já estiver melhor adaptado ao mercado.

 

 

Much has been said about the iPhone Xs, the iPhone Xs Max and the iPhone Xr that Apple plans to present - not just about their configuration, but especially about one of the devices (the Xs Max) being compatible with 5G technology, to be implanted in a few months.

This may seem controversial to Apple as the company avoids developing LTE-Advanced technologies that can make iPhones slower, and even more expensive. Even so, it is noteworthy that wireless companies in the United States have stated that they will deploy 5G networks by the end of 2018; then, taking this into account, it would make sense that Apple is trying to get ahead and fit into this market.

However, the implementation of this technology still seems limited, even in early 2019, basically because 5G-enabled smartphones are beginning to be developed. Qualcomm just unveiled its 5G module a few months ago, and most recently unveiled the 5G NR, a 5G technology smartphone that it developed in partnership with Verizon and Ericsson, for example.

The 5G NR has a not very nice but plausible physical format with its highband condition, which requires several large antennas placed around the device in order to get a consistent signal. A large format to design this technology therefore corroborates with the size of the iPhone Xs Max, which is about 6.5 inches and is more expensive, which would lead one to believe even more that Apple might actually take this step further in the segment .

Still, that would be risky: to develop an oversized and expensive iPhone that can only fully serve a few consumers in some cities, offering them a faster speed, only. The most prudent would be Apple to hold the 5G technology a bit more, the same as it did with the MacBook Pro, which received USB-C ports only in 2016, or the iPhone 7, which had charging on wireless.

This means that, following its own technology deployment pattern, the old Apple would wait until there was a compelling reason to introduce a new technology. If the theory is correct, there will be no iPhone with 5G this year. Maybe in 2019, when the 5G is already better adapted to the market.

 
 
 


Excelência em reparo de aparelhos eletrônicos. Mais de 370 unidades em mais de 3 países.

Responsabilidade Social

A Rede Conserta Smart é comprometida com a melhoria do meio ambiente e o consumo responsável. Prolongue a vida útil de seus equipamentos ao invés de descartá-los.


A rede utiliza sistemas e processos online, objetivando transparência na execução de serviços. Todos os cursos e treinamentos são certificados para garantir total qualidade no atendimento ao cliente.


Quem pode abrir uma ConsertaSmart?

Qualquer pessoa empreendedora, não exigimos um perfil técnico. Conheça nossa Franquia. Conhecer mais...


Imprensa

Somos a maior referência em conserto de celulares na América Latina. Fornecemos relatórios e dados de mercado. Email: [email protected]

Orçamento rápido

Não, obrigado (x)